Cuidado com a centralização!

No dia a dia corporativo é muito comum encontrar pessoas que se transformam em líderes e não se prepararam para tal cargo, bem como aqueles que pensam que ao serem líderes nada mais pode dar errado e tudo deve passar aos seus olhos para que dê certo.

Ledo engano.

O líder precisa saber do que acontece sim, mas delegar é essencial e o líder estar no ambiente operacional, sufocando, não permitindo que seus subordinados possam tomar decisões e terem acertos e erros é um erro estratégico também.

Divido um artigo publicado na CIO da IDG com algumas características de líderes centralizadores para reflexão:

Para ajudar os profissionais que estão dispostos a abrir mão de parte de seu controle, listamos dez pontos importantes a serem observados, segundo os profissionais de coaching.

1 – Observe sua equipe. Conheça cada uma das pessoas que trabalham com você, a personalidade, os pontos fortes e fracos.

2 – Seja transparente. Deixe muito claro os valores, a missão e a estratégia da empresa.

3 – Entenda que esse não será um desafio só para você, mas para todas as pessoas da equipe. E, talvez, elas não tenham sido preparadas para isso antes.

4 – Confie no seu time. Você escolheu as pessoas que se reportam a você? Elas estão há algum tempo na sua equipe? Então porque não confiar na capacidade de discernimento delas? Demonstre confiança.

5 – Não espere que os outros façam as coisas exatamente como você. Entenda que cada um se organiza de uma forma diferente e o seu modelo não é o ideal, é só o seu jeito.

6 – Acompanhe os passos dos projetos. Estabeleça a necessidade de relatórios no início do processo. Trabalhe com cronogramas, prazos e metas para não deixar ninguém perdido.

7 – Baixe o nível de ansiedade. Ao delegar funções, é possível que você esteja pedindo algo novo para alguém. Entenda a possibilidade de o profissional precisar de algum tempo para se organizar e começar a produzir.

8 – Saiba que erros serão cometidos. Aceite que eles ocorrerão da mesma forma que aconteceriam se você fosse o responsável pelas funções. Quando toda a equipe, porém, aprende com os erros, a probabilidade de voltarem a acontecer é menor.

9 – Não esconda informações e mostre-se disponível. Isto é fundamental para que o time sinta-se confiante em partilhar dúvidas e informações quando achar importante.

10 – Sempre dê feedbacks. Essa é uma ferramenta fundamental para a evolução de sua equipe. Aponte os pontos positivos e negativos, mas o faça como estímulo para que as pessoas busquem aperfeiçoamento. Se for o caso, estabeleça uma parceria com o RH para cursos e palestras.

Fonte: https://cio.com.br/voce-e-um-lider-centralizador-veja-como-descobrir/

Interessante, não?

Precisamos monitorar, cobrar, incentivar e dar responsabilidades.

Não é fácil, mas traz resultados.

Bora tentar? E fazer acontecer?

Quem sabe a hora não espera acontecer, já diz a música…

Autor: Gustavo Rocha

Consultor nas áreas de gestão, tecnologia e marketing estratégicos. Acesse: www.gustavorocha.com

2 pensamentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.