Como seria sua vida sem email?

Para algumas pessoas, viver sem email seria um paraíso. Para outras, um problema.

Muitos acham impossível viver sem emails.

Embora há muito tempo se debata que os emails poderiam desaparecer, ainda são recorrentes em toda estrutura empresarial.

Há mais de 3 anos, portanto, percebemos uma evolução das redes sociais e um uso contínuo do email. Claro, quando estamos discorrendo no universo corporativo. Nas relações pessoais, muito do email já foi substituído por chat e mensagens diretas nas redes sociais.

O tema não é novo. Já escrevemos sobre ele em 2009, 2010 e 2011. Leia estes artigos aqui.

Uma empresa resolveu por a prova esta ideia de email off e criou o No Email Day, quer dizer, nesta empresa, toda sexta-feira os funcionários são convidados a não usar o email.

Já faz 5 anos que esta ideia vigora e cerca de 70% do tráfego de emails na sexta-feira desaparece.

Veja a notícia:

Uma das principais ferramentas de trabalho criadas neste século pode estar minando a comunicação dos funcionários. O e-mail, sim ele mesmo, se for mal utilizado pode tirar a naturalidade da convivência de colegas de trabalho, além de atrasar processos e dificultar a produtividade.

Foi essa percepção da SKF do Brasil, filial brasileira da multinacional fornecedora de tecnologia automotiva e industrial, que gerou uma inquietação no diretor de recursos humanos, Carlos Alberto Bouéri. “As coisas eram muito formais dentro da empresa e acontecia tudo de forma oficializada e documentada”, diz.

Por isso, aproveitaram a casualidade das sextas-feiras para instaurar o “No E-mail Day”. No último dia útil da semana, os 1030 funcionários abandonam a gravata e também os e-mails.  “Essa medida encontra diretamente uma das nossas premissas, que é de trabalho em grupo”, afirma Bouéri.

Hoje já são cinco anos sem e-mail às sextas-feiras – a redução no tráfego de informações pelo correio eletrônico já chega a 70%. “A equipe respondeu bem, diziam ‘até que enfim vamos tirar uma sexta-feira para conversar mais’.”

O resultado foi um maior relacionamento entre as equipes, que praticam o chamado “café cruzado”. Por própria vontade, os funcionários saem de um setor para tomar o cafezinho da tarde em outro departamento. “Percebemos um ganho de velocidade em todas as nossas ações”, disse.

Sucesso

O sucesso da iniciativa rompeu as fronteiras do país. Bouéri já foi consultado pela unidade da SKF no Japão e na Argentina, mas tem visto mais emprenho da unidade peruana na redução da comunicação eletrônica.

“Nas sextas-feiras o clima é outro na empresa”, afirma Bouéri.

Fonte: http://exame.abril.com.br/gestao/noticias/para-estimular-comunicacao-empresa-cria-o-no-e-mail-day

 

Claramente:

Tem que conversar com o colega do lado? Fale. Ligue. Mande sinal de fumaça.

Tem que dizer o que sente? Use sua voz, poesia, razão e verso.

Tem que documentar algo? Pode usar o email, eu deixo.

Como seria a vida sem email?

Mais real, quiçá verdadeira, prática e objetiva.

#FicaaDica

______________________________________________
Artigo escrito por Gustavo Rocha – Sócio da Consultoria GestãoAdvBr
http://www.gestao.adv.br gustavo@gestao.adv.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s