Competências

Peter Druker afirmava que existiam 4 competências inerentes a líderes. Um interessante artigo de José Luiz Tejon elencou as 4 competências e acresceu uma. Leia na íntegra o artigo aqui.

Destaco um trecho do artigo sobre as competências e faço meus comentários:

“As quatro competências básicas do bom líder, segundo Drucker são : 1 ) Disposição, capacidade e autodisciplina para ouvir. Ele afirmava : ” Todos podem fazer isso, só precisam ficar de boca fechada. Exemplificava que Jack Welch era possuidor dessa vital competência para comandar nas boas e nas más circunstâncias. 2) Disposição para se comunicar, para se fazer compreender. O líder precisa desenvolver um talento pedagógico, didático. Drucker afirmava que ele precisava ter uma paciência infinita. ” voce precisa repetir a mesma coisa várias vezes; e demonstrar o que quer dizer. 3) Não procurar desculpas é a terceira competência. Para Drucker os líderes que comandam bem em circunstâncias adversas assumem responsabilidades pelos fracassos e insistem em padrões de excelência. ” Ou fazemos as coisas com perfeição ou não fazemos “, salientava. 4) esta competência é ” a capacidade de compreender que as tarefas são muito mais importantes do que os líderes próprios, em si mesmos “.”

Ou seja, a primeira competência é ouvir. Como temos falta disto no mundo moderno. Todos querem falar, todos querem dizer, explanar, agora ouvir, deixar o outro se manifestar parece uma ofensa. Devemos pensar muito nisto. Temos dois ouvidos e uma boca. Devemos usar nesta proporção.

A segunda competência é se comunicar. Paradoxalmente oposto a primeira competência, mas igualmente importante, o líder precisa ouvir e se comunicar com destreza, perspicácia e muita inteligência emocional. Isto faz a diferença.

Entendo que a terceira competência não seja propriamente não pedir desculpas, mas sim assumir o que faz, ou seja, não dar desculpas. Penso que pedir desculpas em um erro não se traduz em fraqueza. Agora, criar desculpas para os erros é mais do que uma fraqueza, é odioso.

A quarta competência talvez seja a mais difícil: O lider deve compreender que o universo não gira envolta do seu umbigo. A maioria dos líderes deixa o pseudo poder lhe subir a cabeça. Isto é um absurdo, mas acontece muito. Pense bem, você cresceu com a sua equipe ou apesar da sua equipe. Se foi com a sua equipe, você é lider. Se foi apesar da sua equipe você é um péssimo administrador, pois se a equipe é inadequada, troque.

A quinta competência descrita por Tejon é a confiança. Concordo com ele. Sem confiança não temos como juntar pessoas em prol de algum projeto ou objetivo.

Quais destas competências você vê nos líderes da sua empresa?

Você cultiva estas competências?

Você acredita nestas competências?

Não deixe este artigo com perguntas sem respostas. Responda e mude a sua empresa. Somente assim as palavras viram verbos de ação e podem realmente viver no mundo real.

______________________________________________
Artigo escrito por Gustavo Rocha – Diretor da Consultoria GestaoAdvBr
http://www.gestao.adv.br gustavo@gestao.adv.br

Autor: Gustavo Rocha

Consultor nas áreas de gestão, tecnologia e marketing estratégicos. Acesse: www.gustavorocha.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.