Entrevista: Como a advocacia disruptiva impacta no marketing jurídico e na manutenção do cliente?

Entrevista concedida ao portal Intelijur, sobre o tema que abordarei no seminário em São Paulo no dia 14 de Agosto, confira!

O planejamento é a melhor forma de atingir objetivos. E, com clareza, melhora a visão das ações para que todos os objetivos sejam atingidos. O seu escritório está cumprindo metas de marketing dentro do planejamento estratégico? Em um mercado crescente como é o jurídico no Brasil, é de extrema importância buscar as soluções possíveis para fazer comunicação e expandir a sua rede de alcance para o crescimento da banca jurídica. O consultor Gustavo Rocha que será palestrante no Seminário de Planejamento Estratégico e Marketing para Advogados, no próximo dia 14/08, passa dicas em entrevista abaixo que alerta os advogados para a importância do tema na agenda atual.
InteliJur –  Os escritórios de advocacia precisaram se adequar à realidade das redes sociais para fazer seu marketing. Em sua opinião, elas são aliadas ou inimigas?
?As redes sociais são grande aliadas da advocacia. Se pudesse resumir numa única palavra todo conceito de marketing jurídico, esta palavra seria relacionamento. E as redes sociais proporcionam relacionamentos de maneira mais rápida, fácil e inteligente, desde que se saiba usá-las. Neste sentido, ?as principais redes sociais que o profissional jurídico deve se atentar são: Facebook, Linkedin, Twitter
Youtube, Google, Instagram e Whatsapp. Cada uma dela tem suas particularidades de uso, entretanto, todas tem grande efeito institucional na marca jurídica do profissional, bem como na divulgação do seu conhecimento, suas qualidades técnicas, etc.
InteliJur –  Escritórios de advocacia por vezes podem praticar um marketing ‘’agressivo’’ em busca de uma maior captação de clientes? Quais limites devem ser respeitados??O marketing agressivo deve ser relacionado à intensidade, quer dizer, sempre fazer marketing, o tempo todo, mas não pode ser na forma literal (agressivo), pois o código de ética veda posturas muito fortes em termos de marketing. Para iniciar um trabalho de marketing, estruture para quem você está direcionando o conteúdo que está transmitindo: Pessoa física ou jurídica? Depois, sempre pense em palavras, textos, vídeos que chamem a atenção pelo conteúdo e não apenas por palavras apelativas. Palavras apelativas, do tipo sou o melhor advogado, o que mais ganha causas, etc, apenas chamam possíveis interessados em não pagar honorários, mas buscar de forma apelativa resultados. Quanto mais conteúdo, mais conhecimento, mais vale o trabalho ofertado. Os limites estão todos descritos no código de ética. O que não for vedado lá pode ser feito. Entretanto, o mais interessante não é o que é proibido, mas sim o que ser feito! E no seminário abordaremos justamente estas práticas!
InteliJur –  Quais são os erros mais comuns cometidos no marketing jurídico?
?Há vários, mas principalmente estes: Esquecer de colocar a OAB? A OAB deve estar no site, na rede social, no cartão de visitas, em todo material que o advogado for se comunicar com o mercado. Marca jurídica. A advocacia não admite nome fantasia. Então, somente pode colocar advogados associados, quem tem uma sociedade regularmente constituída, com OAB própria. Quem usa a sociedade unipessoal, deve colocar o nome completo com a determinação de sociedade unipessoal e mais a OAB desta sociedade. Advogados podem colocar seus nomes em conjunto, desde que sejam seus nomes completos com OAB’s respectivas e sem determinação de advogados associados. Chamar a atenção para si mesmo. Talvez um dos erros mais comuns: Deve o profissional chamar a atenção para o nosso conteúdo, conhecimento, nossa informação técnica e não para si. Dizer que é bom, o melhor, “O cara da advocacia”, não traz o mercado até o advogado. Quem procura um advogado é porque tem problemas que precisam ser resolvidos, e quer um profissional gabaritado a um preço justo (preço é algo complexo também, mas o advogado que se valoriza no seu conhecimento e atitude, cobra valores justos e perfeitos para que o cliente se sinta acolhido/defendido). ?Pense bem nas suas atitudes. Tudo que você posta, comenta, discute, informa é a sua marca, seu nome, seu negócio que está em jogo.
InteliJur –  Passe algumas dicas práticas para o dia a dia do marketing?
+ Reserve um valor mensal (mesmo que pouco) para investir no marketing.
+ Lembre-se que qualquer telefonema, pessoa que você conversa num bar, num posto de gasolina, no restaurante pode ser seu cliente amanhã. Seja educado e principalmente demonstre interesse nas relações humanas.
+ Preço não é você, nem o seu trabalho. Preço é uma equação complexa e sempre que o cliente quiser apenas preço, não se venda, você vale mais que isto.
=> Marketing é relacionamento com conteúdo e foco direcionado em solução do problema do cliente. Pense nisto!
Link da entrevista: https://www.intelijur.com.br/gejur/noticias/entrevistas/como-a-advocacia-disruptiva-impacta-no-marketing-juridico-e-na-manutencao-do-cliente

Veja meu convite ao evento:

Se não abrir, acesse: https://www.youtube.com/watch?v=a-o1Weo0d0Q

Participe!

#FraternoAbraço
 
Gustavo Rocha

Consultoria GustavoRocha.com  |  Gestão, Tecnologia e Marketing Estratégicos
Robôs  |  Inteligência Artificial  |  Processo Eletrônico
(51) 98163.3333  |  gustavo@gustavorocha.com  | www.gustavorocha.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.