Sucesso = Fracasso #DepartamentoAsQuintas

sucesso-fracassoVivemos em um mundo corporativo onde o único objetivo é o sucesso.

Entender que ter sucesso e fracassar são paradoxalmente semelhantes, quiçá iguais em alguns aspectos é quase surreal para a maioria das pessoas.

As pessoas tendem a ver nos outros o sucesso, mas não vêem o quanto lutaram para estar lá. Tendem a ver no outro o fracasso, mas não percebem os motivos pelos quais podem estar indo para o mesmo caminho.

E pior, preparar-se para enfrentar estes dois monstros ninguém parece se preocupar.

De um lado porque o sucesso só aparenta ter coisas boas, enquanto preparar-se para o fracasso parece estar atraindo coisas ruins.

Divido um interessante artigo sobre este tema:

 

A Arte de Fracassar – Por Pema Chödrön

Quando a [Universidade] Naropa me pediu o tema do meu discurso, decidi não enviar porque pensei que, se eu o fizesse, eles não iriam me permitir falar.

Meu discurso é inspirado numa citação de Samuel Beckett, que diz mais ou menos o seguinte: “Fracasse! Fracasse de novo! Fracasse melhor!” Eu pensei que, se há uma habilidade que não é enfatizada, mas é realmente necessária é a de lidar bem com o fracasso. A fina arte de fracassar.

Há muita ênfase no sucesso. E, comprando ou não toda essa propaganda, nós todos queremos ser bem sucedidos, especialmente se considerarmos como sucesso “aquilo que tem o resultado que a gente quer”. Você se sente bem, coração leve, quando tudo dá certo. Por essa definição, podemos dizer que fracasso é tudo aquilo que não acontece exatamente como a gente quer.

E fracasso é uma coisa para a qual, geralmente, ninguém está preparado. Eu acho que se tem uma coisa que pode nos dar uma ideia de como agir quando as coisas não acontecem como a gente quer, é a educação contemplativa.

Você deve buscar bastante instrução e coragem e apoio para sentir como as coisas impactam você – não é se deixar arrastar pelo ocorrido, mas assumir a responsabilidade por tudo o que acontece com você e desenvolver ferramentas para lidar com sentimentos dolorosos.

E então, fracasse, fracasse de novo, fracasse melhor. É a forma de ficar bem e segurar a barra da vulnerabilidade em seu coração.

Pema fundou o mosteiro de Gampo Abbey, onde vive em Nova Escócia, Canadá.

Fonte indicada: nowmaste

Nada mais verdadeiro, não é mesmo?
Deveríamos estar conectados conosco de forma a compreender melhor que para ter sucesso, o caminho é longo, de muito trabalho e principalmente de muito pensar, de muito criticar o que existe e raciocinar o que pode ser diferente.
De outro, que para fracassar basta nada fazer ou simplesmente não pensar, pois ao não pensar apenas repetimos os que os outros uma vez pensaram e num mundo tão dinâmico e rápido de mudanças não é o suficiente.
Onde anda o seu pensar ultimamente? Voltado no sucesso? No fracasso? Compreendeu que nenhum dos dois é garantia de nada?
#FicaaReflexão
__________________________________________________________________________
Pensamentos escritos por Gustavo Rocha Giraldello
Consultoria Gustavo Giraldello – Gestão, Tecnologia e Marketing Estratégicos
 
Celular/WhatsApp/Facebook Messenger: (51) 8163.3333
Contato Integrado: gustavo@giraldello.com.br [Email, Gtalk/HangOut, Twitter, LinkedIn, Facebook]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s