Evento: Gestão + Processo Eletrônico

Nesta sexta e sábado (dias 3 e 4 de Agosto), teremos em Porto Alegre/RS mais um CONGREJUR, que já está na sua sétima edição.

Uma excelente oportunidade para os profissionais do direito se atualizarem, escutando grandes nomes da Gestão e Tecnologia de renome nacional.

Humildemente estarei neste cenário, no sábado pela manhã, palestrando sobre a gestão dentro do processo eletrônico.

Será uma boa chance dos colegas debaterem comigo organização interna do seus escritórios preparando para o processo eletrônico, principais características que precisamos mudar internamente, dicas práticas, novidades bem recentes do sistema que será implantando em todo país conforme o CNJ: PJe, entre outros.

Para dar um gostinho de tudo isto, separo dois pontos: um de aspecto prático da gestão a ser desenvolvida pelo escritório e outro do PJe.

Sobre Gestão do Seu Escritório

Infelizmente, muitos pensam que o processo eletrônico será apenas uma mudança do papel para o computador, então colocam estagiários, advogados a cumprirem tudo no processo eletrônico como se fosse a mesma coisa que o papel.

Ledo engano.

O escritório precisa se adaptar a realidade eletrônica que é completamente diferente da realidade física.

Uma dica importante: Faça estas 4 perguntas a si mesmo na realidade do seu escritório:

 1.  Quem? (pessoa(s) que irão lidar com o processo eletrônico)

 2.  O quê?(necessidades – escanear, enviar, intimar)

 3.  Quando? (Dia da semana, padronizações internas)

 4. Onde? (Que tipo de máquina é adequada, principalmente o escaner)

Com estas respostas, a adaptação do processo eletrônico a sua realidade está começando.

Sobre o PJe – Processo Judicial Eletrônico

Este ano, nos 80 anos da OAB/RS proferi uma palestra sobre processo eletrônico junto com representantes do Conselho Federal e do próprio desenvolvedor do PJe, onde algumas novidades nos foram apresentadas.

Repasso 3 informações atualizadas sobre o PJe:

1. Acesso aos autos pela parte agora já  é permitido;

2. Não pode haver assinatura de um documento por mais de uma certificação digital, ou seja, dois advogados não podem assinar uma peça;

3. Indisponibilidade do sistema depende de cada tribunal, deixando o usuário a mercê destas informações;

Quer dizer, ainda temos um longo caminho a evoluir. Mas, com a unificação do PJe em todo país, penso que estamos no caminho certo.

Enfim,

Muitas novidades quentinhas para vocês neste congresso, além de outras excelentes palestras na sexta-feira.

Que tal tomarmos um café  por lá? Irei na sexta-feira para participar da feira e assistir amigos palestrando e no sábado estarei no comando da minha palestra.

Saiba mais: http://www.gweventos.com.br/newsletter/newsletter_80.htm

Até lá!

______________________________________________

Artigo escrito por Gustavo Rocha – Sócio da Consultoria GestaoAdvBr

www.gestao.adv.br  |  gustavo@gestao.adv.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s