[Departamento as quintas] Provisionamento – visão jurídica ou visão empresarial?

Todas as quintas-feiras publicamos no portal http://www.gestao.adv.br um artigo inédito sobre departamentos jurídicos e seus relacionamentos internos, com escritórios terceirizados e muito mais. Nos acompanhe!

O provisionamento e a contingência são informações essenciais a qualquer departamento jurídico. E mais, são imprescindíveis a qualquer empresa que queira crescer.

Indevidamente, muitos escritórios terceirizados e até mesmo alguns departamentos jurídicos, tratam esta informação como sendo algo irrelevante ou pior, sem a devida crítica que a informação necessita para ser útil.

Como assim?

Primeiro, cumpre destacar dois pontos:

1. Diferença entre visão empresarial e a visão jurídica;

2. Crítica diante da informação recebida.

A visão jurídica de um determinado assunto é pautada pelo processo, seus riscos dentro do processo, em suma, o que pode ou não acontecer. Já a visão empresarial é uma visão voltada para o mercado, uma visão em que sabe-se que tudo tem riscos e quem não corre riscos não consegue o sucesso.

Um exemplo pode explicar esta diferença: Numa determinada ação judicial o autor pede contra a empresa danos morais de cem mil reais. O advogado verifica que a jurisprudência em média concede de dez a vinte mil reais de danos morais no caso do processo. Uma visão jurídica pode defender que a contingência seria de cem mil reais, assim, garantindo qualquer resultado do processo. Contudo, esta não é uma decisão empresarial e muito menos estratégica. O empresário sabe que pode perder cem, oitenta, mas se ele tem chance de perder dez ou vinte, prefere pensar assim e usar o restante do dinheiro em reinvestimento na própria empresa (maquinário, pessoas, etc).

Ou seja, a visão empresarial é aquela em que a tomada de decisão é feita apesar do processo e não apenas baseada no processo.

Daí o porque de ser tão importante a crítica diante da informação que é recebida!

Não existe mais espaço para profissionais jurídicos que não pensam a informação que recebem. Precisamos mais do que simples relatórios. Precisamos mais do que apenas dizer se temos ou não chance de perder um processo.

Precisamos de análise crítica destes números e provisões. Precisamos de advogados com perfil de mercado e não apenas perfil jurídico.

Então, como fazer um provisionamento e contingência baseados no mercado?

Comece analisando pormenorizadamente os pedidos das ações que são ingressadas. Faça a contingência e prognóstico por pedido e não por ação.

Revise periodicamente estes números e provisões, de preferencia mensalmente.

Critique as provisões e valores conforme as decisões dos tribunais aonde serão julgadas (Estados) e nos tribunais superiores. Juízes de primeiro grau dão muitas coisas/valores que serão diminuidos ou extintos nas instâncias superiores.

Depois de tudo isto, aprenda a ser estratégico: Divida todas estas informações de maneira intelegível, ou seja, didática com o empresário.

O dono de uma empresa não quer saber de juridiques. No máximo quem gosta disto é juiz. Ele quer saber como fazer para minimizar e racionalizar despesas. Isto sim impacta no seu orçamento e resultado.

Se vai ganhar ou perder não importa realmente. Importa se sabemos informar com uma certa precisão quando e quanto iremos desembolsar, pois isto é que vai efetivamente impactar no orçamento da empresa.

O departamento e os escritórios precisam ver a empresa como um todo. Mais do que isto, que o jurídico é estratégico e essencial para o crescimento da empresa e não o jurídico como um custo de processos e depósitos recursais e judiciais.

Pense nisto e mude sua atitude hoje. Sua postura pode ser determinante no futuro do escritório e da empresa.

______________________________________________

Artigo escrito por Gustavo Rocha – Sócio da Consultoria GestaoAdvBr

http://www.gestao.adv.br gustavo@gestao.adv.br

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s