Quando a mudança atrapalha?

Sempre que pensamos em mudar, pensamos em crescer, inovar. Esta mesma expectativa existe no nosso cliente. Ele imagina que a cada novo produto, serviço ou projeto que estamos envolvidos, melhoramos a relação com ele.

Nem sempre isto acontece. Exemplo prático:

Caso: Pessoalmente uso o hootsuite como gerenciador dos meus twitters e de meus clientes, seja pelo agendamento que posso programar os twitts, seja por ser on line, seja pela praticidade que ele oferece. Em fato, oferecia.

Nesta última semana ele mudou completamente. O layout ficou bem melhor, realmente. Todavia, uma excelente funcionalidade que ele tinha, perdeu. Agora, se eu quiser dar um retwitt de alguma notícia, tenho que fazer individualmente em cada conta do twitter. Se o assunto interessar a seis twitters que tenho, por exemplo, terei que fazer manualmente (sem poder pré-agendar) um a um.

Resultado do caso: Mudei de gerenciador. Estou usando agora o tweetdeck, que já era muito bom e agora permite o agendamento dos twitts.

No que este exemplo pode impactar no seu negócio?

No caso da empresa que vende produtos, bem como em serviços, o impacto pode ser devastador.

Se a empresa que produz um determinado produto faz melhorias, deve manter aquilo que já tinha de bom e acrescer. Nunca diminuir. Parece tão óbvio…

Em caso de serviços, vale a mesma regra. Quantas vezes temos profissionais que não sabem crescer?

Como assim? você pode se perguntar.

Ora, quando ele tinha 5 clientes, prestava um serviço excelente, dedicado, etc. Quando chegou em 10 clientes, começou a chegar atrasado,  não conseguia gerenciar todos, faltava compromissos, enfim, seu trabalho ficou marcado negativamente em todos os clientes.

Então, o que fazer?

Faça primeiro o óbvio: Se mudar algo, acrescer mais produtos ao seu serviço, ou melhorias no produto, não perca o que primeiro encantou o seu cliente.

Segundo, sempre pense no crescimento.

Trabalhe o hoje pensando e planejando que daqui a 6 meses você terá que contratar mais uma pessoa, para treinar, dar subsídios e fazer ela crescer, para quando a sua empresa efetivamente crescer, você já estar preparado.

Isto mesmo!

Não deixe para contratar na última hora. Um novo funcionário leva pelo menos 30 dias para estar apto ao trabalho efetivamente dentro da sua empresa. Ele, por mais experiência que tenha, precisa saber como funcionam as rotinas no seu negócio, como utilizar sistemas internos, como atender o cliente conforme a sua necessidade, etc. Isto não acontece da noite para o dia. Leva tempo, treinamento e depende também do próprio funcionário.

Mais uma vez: Não deixe para última hora. Precisa contratar? Pense em quantos funcionários efetivamente precisa e contrate um a mais. Dentro do período de experiência veja o melhor e demita o que não se saiu bem. O pior pode ser uma demissão. Mas, o melhor, é que ambos sendo bons, terás mais argumentos para inclusive ver o rendimento dos funcionários atuais.

A resposta da pergunta do título: Quando a mudança atrapalha?

Quando você não está preparado para ela!

Autor: Gustavo Rocha

Consultor nas áreas de gestão, tecnologia e marketing estratégicos. Acesse: www.gustavorocha.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.