Os erros do networking

“Dificilmente alguém duvidará da importância estratégica de construir e manter uma rede de contatos sólida, mas, pelo menos no Brasil, muita gente não sabe direito o que fazer com isso. Dessa forma, é normal ver certos erros que não ajudam em nada na carreira – pelo contrário, podem atrapalhar. Confira equívocos comuns e preste atenção para não cair em nenhum deles.

Networking não é só conhecer e ser conhecido. De pouco adianta conhecer um monte de gente e todas essas pessoas saberem seu nome se elas não souberem o que você faz, no que você é bom, qual é o potencial que você tem para determinado cargo ou mesmo nova carreira. Networking é uma rede de contatos profissionais, ou seja, uma teia de relacionamentos onde as pessoas precisam estar cientes do que você faz, seus talentos, conquistas e objetivos.

Manter contato com gente da mesma posição ou nível hierárquico mais baixo. Se você deseja impulsionar sua carreira, não há muito que alguém abaixo de você ou com cargo similar possa fazer. Não é para desprezar essas pessoas – elas devem ser respeitadas como qualquer outra. Entretanto, você vai precisar despertar o interesse e simpatia de quem pode lhe puxar para cima. Aproxime-se de quem pode lhe indicar ou mesmo contratar.

Não considerar networking uma ferramenta fundamental do trabalho. Se você acha que pode crescer sozinho, sem a ajuda ou impulso de ninguém, não está errado, mas certamente terá mais dificuldade para alcançar seus objetivos. Você pode ser um bom profissional se conhecer cada aspecto de sua carreira e saber fazê-lo bem, mas conhecer gente que pode te dar umas dicas aqui e ali, além de poder dar aquele empurrãozinho, é um poderoso catalisador.

Dedicar pouco tempo à rede de contatos. Vamos supor que você tenha algumas pessoas que podem lhe ajudar, mas e se uma sai do país, outra se aposenta e a outra muda de carreira? Já não tem mais tanta gente assim, não é? E se você não tiver investido parte de seu tempo em construir novos relacionamentos, não terá muitas outras opções. Focar no emprego atual é fundamental, mas para ir além é essencial aplicar parte de seu tempo na construção, manutenção e ampliação do seu networking.

Só usar a rede quando precisar dela. O medo de ficar desempregado é tão grande que as pessoas normalmente deixam de lado sua rede de contatos quando têm um contracheque garantido no fim do mês. Não caia nessa armadilha. Mesmo empregado, mantenha proximidade com quem pode lhe abrir portas. Oportunidades devem ser sempre bem vindas e qualquer pessoa tende a querer ajudar os mais próximos.”

 

Fonte: http://www.saladacorporativa.com.br/2013/07/os-erros-do-networking/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s