[Terças de Negócios] Dicas Setor Farmacêutico

farmaceuticoO mercado farmacêutico no Brasil está em expansão, com perspectivas de crescimento atraente, em função de fortalecimento da classe média e aumento de renda das famílias. Concorrentes internacionais com alto potencial de investimento já estão disputando esse mercado com as grandes redes varejistas. Novas aquisições e associações no segmento de farmácias são aguardadas, sinalizando a tendência de consolidação do setor. Segundo dados  publicados na Exame.Com, em 03.06.2013, apenas cinco das principais redes de farmácias do país passaram a deter quase 30% do mercado.

A dinâmica do mercado atual é de muita competição, exigindo cada vez mais que as pequenas e médias farmácias independentes se adaptem às mudanças do setor para prosperar. A seguir algumas dicas:

1.      Conhecer seu o público consumidor para adequar o mix de produtos. Possibilitar que cliente encontre tudo que procura num mesmo local (one stop).

2.      Oferecer atendimento de qualidade com funcionários treinados, bem informados e motivados. Essa personalização no atendimento pode ser o diferencial no marketing de relacionamento, individual e personalizado, para conhecer cada vez mais os clientes e as suas necessidades. Os hábitos de consumo apontam o caminho de comunicação customizada com o cliente para gerar a fidelização. Justamente porque as grandes redes não conseguem ter essa proximidade e realizam campanhas e promoções padronizadas.

3.      Atentar para o ponto comercial com boa localização e a apresentação visual da fachada e suas instalações. Ambiente limpo e bem iluminado, facilidades de estacionamento, segurança, serviço de entrega e e-commerce são cada vez mais valorizados.

4.      Dar especial atenção a administração do negócio e a profissionalização, com ênfase na gestão de compras e estoque (comprar aquilo que terá saída e saber equilibrar o estoque com a demanda existente).  Manter o capital de giro, analisar a lucratividade e os resultados mês a mês, acompanhar as análises setoriais – atualmente – passa  a ser uma questão de sobrevivência nesse cenário de grande competição.

5.      Unir-se a rede associativa ou cooperativa é uma alternativa para preservar a competitividade e obter ganhos em escala, garantindo melhores condições na política para compras conjuntas, nos programas junto à mídia, na padronização de fachadas e layouts das lojas e nas atividades operacionais.

Artigo escrito por André de Vasconcellos Chaves, sócio da B2L e da Bruke Investimentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s