A OAB e a Tecnologia

Já fazem alguns anos que não advogo, apenas presto consultoria nas áreas de gestão, tecnologia e qualidade para escritórios de advocacia, mas continuo com a minha OAB em dia, posto que participo das comissões, palestras, etc com intuito de auxiliar os advogados a entenderem e crescerem no âmbito tecnológico-jurídico.

Já fui membro da comissão de Tecnologia da OAB/RS, comissão que não existe mais.

Sou membro da comissão de Acesso a Justiça da OAB/RS e lá buscamos transformar o acesso a justiça em algo mais do que palavras, algo palpável ao cidadão comum.

Hoje quero dividir com vocês a criação da Comissão de Direito Digital, Internet e Tecnologia da OAB de Ribeirão Preto, cujo o coordenador é meu amigo Gustavo D’Andrea.

Leiam um post sobre este assunto aqui.

Há muito tempo vislumbro que todas as OAB’s devem ter comissões especializadas em tecnologia. Não apenas conselheiros que conheçam tecnologia ou por ela sejam aficcionados.

Ao meu ver, uma comissão de tecnologia somente pode existir se for multidisciplinar.

Precisamos de advogados com conhecimento em tecnologia para sonharmos;

Precisamos de tecnólogos para nos trazer a realidade dos nossos sonhos;

Precisamos de administradores para planejar a execução dos nossos sonhos;

Precisamos…

A OAB de Ribeirão Preto não precisa mais. Já tem o Gustavo D’Andrea para auxiliar, colaborar e expandir seus sonhos.

Deixo a reflexão aos colegas advogados: A sua OAB local está fazendo algo a respeito da tecnologia?

Esta reflexão deve ser recheada de decisões, alimentada com muito planejamento e totalmente desprovida de qualquer tipo de verborragia.

A existência de uma comissão pode ser um excelente caminho para que os sonhos dos advogados sejam realidade.

Pense bem… Estamos em uma época de eleição na OAB. Precisamos de advogados que sejam mais do que bons de verbo.

Precisamos de líderes que conheçam nossos anseios;

Precisamos de líderes que tratem a tecnologia como presente e não como futuro;

Precisamos de líderes que administrem nossa anuidade em prol de melhores soluções e não de acordos com o judiciário;

A advocacia precisa evoluir tecnologicamente. Estamos diante de uma verdadeira revolução da tecnologia. Quantos e quantos advogados sequer sabem o que é certificação digital? Quantos usam os editores de texto como verdadeiras máquinas de escrever digitais?

Precisamos aproximar os advogados da tecnologia.

Precisamos demonstrar que a tecnologia auxilia, organiza, padroniza e agiliza o dia a dia do advogado.

Precisamos que a tecnologia seja uma aliada e não um problema.

O seu candidato a OAB discorre sobre este tema? Não??? Cuidado… Ele não está sequer preparado para o presente, quiçá o futuro…

Faça uma escolha consciente. Pense na tecnologia e no futuro.

Parabéns a OAB de Ribeirão Preto e ao amigo Gustavo D’Andrea.

Sucesso!!!

2 comentários sobre “A OAB e a Tecnologia

  1. Amigo, adoro seus textos, de verdade, mas vc poderia arrumar um revisor?
    Não é FAZEM alguns anos e sim FAZ alguns anos.
    O verbo não entra no plural quando se trata de tempo.
    É isso.

    Suzana

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.