Valor = Percepção

Qual o valor justo para um mandado de segurança?

Alguns diriam: Depende do que está em jogo, um concurso público? Ou será um remédio gratuito?

E se não fosse um mandado de segurança, mas uma cautelar inominada com pedido de antecipação de tutela. Seria mais barato? Ou quiçá mais caro?

Como você associa valor ao seu trabalho?

Nunca pensou nisto?

Vejam este vídeo:

Ou assista o video aqui.

Parece um violinista tocando num metro certo?

Só que este é Joshua Bell, um dos maiores violinistas do mundo, executando peças musicais consagradas num instrumento raríssimo, um Stradivarius de 1713, estimado em mais de 3 milhões de dólares.

Algumas noites antes, ele fez um show no Symphony Hall de Boston, onde os melhores lugares custam a até 1000 dólares.

E porque ninguém parou para ouví-lo de graça???

Contexto. Percepção de valor.

Se vou num show assistir uma pessoa renomada executar Bethoven, pago o valor por acha-lo justo, verdadeiro e adequado.

Se o mesmo show for gratuito sequer vou reconhecê-lo, pois não estou atento a isto.

Voltamos a pergunta inicial: Quanto custa um mandado de segurança?

Depende do objeto? Talvez.

Depende do valor que a pessoa julga ter. Não valor monetário, mas valor de importância.

Quantos profissionais dizem: “Isto é simples, vou contigo fazer a audiência e resolvemos numa tarde”. O que posso pensar? Que o valor que vou pagar para ele é baixo, pois não posso pagar mais por algo tão simples.

Por óbvio não quero mistificar o direito e torná-lo inatingível.

Quero propor uma reflexão séria e justa sobre como abordamos honorários advocatícios.

Advogado não faz favor. Advogado trabalha!

Advogado não quebra galho. Advogado resolve!

Advogado não é parente. Advogado é um profissional competente! (até rimou)

Reflita sobre isto e aprenda a valorizar o seu trabalho. Não cobre preços aviltantes. Seja justo. Não apenas com o cliente, mas consigo mesmo.

É justo para o profissional trabalhar cinco anos e receber de sucumbência do juiz R$ 200,00 de honorários?

Então, porque seria justo cobrar de um cliente o valor de R$ 200,00 para uma separação litigiosa???

Pense!

Tenha uma percepção correta sobre o trabalho e valor dele de mercado.

Sucesso!!!

Autor: Gustavo Rocha

Consultor nas áreas de gestão, tecnologia e marketing estratégicos. Acesse: www.gustavorocha.com

2 pensamentos

  1. A questão dos honorários está muito controvertida em especial pela atuação dos próprios advogados e pela ausência de parâmetros da entidade de classe.
    Recordo que antigamente havia uma tabela de honorários mínima da OAB que os advogados podiam mostrar para os clientes para justificar a cobrança – até por uma questão de “ética”.
    No entanto atualmente, além de não haver esta tabela, os próprios advogados contestam os honorários dos colegas e de outros profissionais, notadamente peritos, no que eu considero uma autofagia da profissão.
    Basta ver que muitos desembargadores que chegam aos tribunais indicados pela OAB, através do Quinto Constitucional, reduzem honorários ou não os deferem. Esta questão é mais realçada na Justiça do Trabalho, onde a questão dos honorários de sucumbência é ainda muito mais discutida.

    Curtir

  2. Obrigado pelo seu comentário Jorge!

    Concordo com tua posição. Ontem na palestra que proferi em Cruz Alta/Rs um dos pontos debatidos foi justamente desta péssima mania que muitos profissionais tem de não valorizar o seu trabalho, intelecto e estudo, fazendo um jogo de “preço” com os honorários.

    A tabela da OAB existe, mas poucos a usam. Incluisve no dia 20/07 teremos um debate público na OAB/Rs sobre a tabela da OAB, será muito interessante.

    Se os profissionais se conscientizarem que os honorários são sua fonte de subsistência e devm ter valor agregado ao serviço prestado, esta situação poderá mudar um dia.

    Tudo de bom!!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.